Uma cadeira vazia com vista para o mar – Travessias errantes com a palavra | MITSP 2018

– por Clóvis Domingos – Crítica panorâmica a partir da programação da MITsp 2018. Fotos de Guto Muniz e Nereu Jr   No material gráfico e visual da MITsp, encontra-se uma imagem emblemática: uma cadeira vazia disposta sobre as águas, que tem como horizonte o infinito. Tal imagem retorna agora à minha memória quando percorro as …

emcapa  coberturas  críticas27/03/2018
por: Clóvis Domingos
Leia mais

Diáspora íntima como explosão que não cessa | MITsp 2018

–  por Juliano Gomes (Revista Cinética) – Crítica escrita a partir do espetáculo sal., de Selina Thompson (Inglaterra), apresentado na MITsp 2018. Foto de Guto Muniz/MITsp/Itaú Cultural sal. se escreve começando com minúscula e sucedido por um ponto. Ponto que é uma pausa, uma interrupção, mas também um grão, talvez a representação da pedra de …

emcapa  coberturas  críticas20/03/2018
por: Luciana Romagnolli
Leia mais

Uma política dos modos | MITsp 2018

– por Juliano Gomes (Revista Cinética) – Crítica escrita a partir do espetáculo Suíte nº2, de Joris Lacoste (França)   A base do trabalho do diretor francês Joris Lacoste e sua equipe é coletar materiais de fala variados pelo mundo e trazê-los para o palco de forma a explorá-los em sua dimensão sonora, a partir de um …

emcapa  coberturas  críticas20/03/2018
por: Luciana Romagnolli
Leia mais

Aos nossos amigos? | MITsp 2018

– por Juliano Gomes (Revista Cinética) – Crítica a partir da ação Você tem um minuto para ouvir a palavra?, realizada pelo Panorama Festival na MITsp. Agir contra o isolamento histórico autoproduzido pelas instituições tradicionais das artes e do pensamento é talvez a ação política mais urgente hoje – apesar de não ser uma novidade. A …

emcapa  coberturas  críticas20/03/2018
por: Luciana Romagnolli
Leia mais

Políticas da Solidariedade numa escrita estilhaçada | MITsp 2018

– por Clóvis Domingos – Crítica escrita a partir do espetáculo ”Hamlet”, de Boris Nikitin (Suíça). Ser e não ser uma peça de teatro. Ser e não ser uma performance. Ser e não ser um concerto musical. Ser e não ser teatro documentário. Ser e não ser real. Ser e não ser ficção. Ser masculino e ser …

emcapa  coberturas  críticas14/03/2018
por: Soraya Belusi
Leia mais

Palmira é aqui? | MITsp 2018

– por Clóvis Domingos – Crítica escrita a partir do espetáculo Palmira, de Bertrand Lesca e Nasi Voutsas (Reino Unido). Ao lermos a sinopse de ”Palmira”, criação de Bertrand Lesca e Nasi Voutsas, somos informados que o trabalho é inspirado na destruição da antiga cidade síria, que por muito tempo foi considerada Patrimônio Mundial da Humanidade …

emcapa  coberturas  críticas14/03/2018
por: Soraya Belusi
Leia mais

Sobre presença, cheiros, estilhaços e pipocas

— por Soraya Martins — Reflexões e expansões a partir de Violento., de Preto Amparo (MG). Foto: Pablo Bernardo Da primeira vez, era força extrema ou enorme intensidade. Da segunda, grande poder de ataque. Da terceira, é o ressignificar da violência a partir da violência sofrida pelo corpos negros. É a violência estética que, na …

emcríticas06/03/2018
por: Luciana Romagnolli
Leia mais

Visibilidade para quem?

— por Igor Leal — Breves considerações sobre a peça Gisberta, de Luis Lobianco (RJ). “Nesta nova economia da mirada, onde a representação da identidade aparece como uma forma de violência, parece que não tem sentido exigir a qualquer preço a visibilidade das minorias como condição de emancipação”. Sedgwick Os debates sobre as representações de …

emcríticas27/02/2018
por: Luciana Romagnolli
Leia mais

Coreografias da Recusa: a resistência reivindica outros modos de vida

“É preciso, em parte, reafirmar a rua, o fora, a concretude lúdica, e trazê-la de volta para dentro como forma de sensibilidade” (Leonardo Guelman) – por Clóvis Domingos – Crítica a partir do espetáculo ”EXIT”, do Grupo Cultura do Guetto (CDG), de Belo Horizonte. Nas últimas décadas, tornou-se visível o aumento de produções artísticas nas …

emcapa  críticas20/02/2018
por: Soraya Belusi
Leia mais

Trabalho do corpo, trabalho dos sentidos

– por Victor Guimarães – Crítica a partir do espetáculo Violento., de Preto Amparo (MG) Trabalha, trabalha dentro de mim, grito armado do meu povo; trabalha em mim e espezinha, espezinha-me. Quero que me estale o coração. Quero que as veias me rebentem. Quero que os meus ossos ranjam na meia-noite da carne. Aimé Césaire Enquanto …

emcríticas04/02/2018
por: Luciana Romagnolli
Leia mais

Dois espaços cênicos singulares para vozes femininas

“Desde que nasci A voz da mulher Me embala Me alegra Me faz chorar Me arrepia os cabelos Me faz dançar Me cala ressentimentos Me ensina a amar…” (Voz de Mulher. Leila Pinheiro). – por Clóvis Domingos – Crítica a partir dos espetáculos “Evandro e Dimas: os nomes escolhidos”, de Marina Marcondes Machado, e “Todas …

emcríticas19/01/2018
por: Luciana Romagnolli
Leia mais

A indeterminação como condição

– por Guilherme Massara Rocha* e Douglas Garcia Alves Jr.** – Crítica a partir do espetáculo ”Os Indicados”, com Vinícius Souza e João Marcelo Emediato Pensar a tensão dialética entre indivíduo e sociedade é possivelmente um dos maiores desafios de toda e qualquer narrativa. O momento que vivemos parece de algum modo espessar as dificuldades …

emcapa  críticas  Sem categoria10/01/2018
por: Soraya Belusi
Leia mais

Traços do “contemporâneo” revisitados em propostas espetaculares em terras cariocas

– por Marcos Antônio Alexandre – Faculdade de Letras – UFMG/CNPq – Crítica escrita a partir dos dos espetáculos Justa, Há mais futuro que passado: um documentário de ficção, O Jornal The Rolling Stones e Se eu fosse Iracema (RJ). Nos últimos meses eu me radiquei temporariamente no Rio de Janeiro e tive a oportunidade de assistir a algumas propostas espetaculares …

emcríticas21/12/2017
por: Luciana Romagnolli
Leia mais

segundaPRETA: sobre formação de público, quilombagem e a necessidade de elaboração de outras linguagens

– por Soraya Martins e Anderson Feliciano *  – crítica a partir das apresentações da segundaPRETA I No início, a segundaPRETA era um desejo. Era a vontade de – vários artistas pretas e pretos – criar um espaço onde pudéssemos, além de nos fortalecer e nos cuidar, mostrar nossas produções artísticas e gerar conhecimentos sobre …

emcapa  críticas19/12/2017
por: Soraya Belusi
Leia mais

Maturidade de uma parceria – 10 anos de Eid e Armatrux

Crítica a partir do espetáculo ”Nightvodka”, de Eid Ribeiro e grupo Armatrux (BH) – Por Soraya Belusi – Maturação é fruto do tempo. É preciso deixá-lo agir, sobre coisas e pessoas, para que haja uma transformação. A pressa, algo tão proeminente na nossa experiência de contemporaneidade, aqui é inimiga de uma possível transformação. Isso torna-se …

emcapa  críticas13/12/2017
por: Soraya Belusi
Leia mais

Por um teatro que reivindique novas existências

– por Bremmer Guimarães – Crítica a partir da leitura das peças “O Anarquista”, de Marina Viana, e “Boleta Burguer”, de Francisco Falabella Rocha Pensar a produção dramatúrgica voltada para crianças e adolescentes é pensar a formação de público no teatro. A partir desse mote, a edição especial do Janela de Dramaturgia em 2017 propôs a …

emcapa  críticas05/12/2017
por: Soraya Belusi
Leia mais

Janelas para a escuta

 – por Clóvis Domingos – Crítica a partir da leitura dos textos “O Time Perfeito” , de Adélia Carvalho, e “Se Não Houvesse Mais Ninguém no Mundo”, de Byron O’Neill, com a colaboração de Carol Oliveira, apresentados no Janela de Dramaturgia – Edição Especial Teatro para Crianças e Adolescentes. Ao acompanhar as edições do Janela de …

emcapa  críticas28/11/2017
por: Soraya Belusi
Leia mais

Sobre memórias dos neguinhos que não morreram

– Por Soraya Martins –  Reflexões e expansões a partir do espetáculo Memórias Póstumas de um Neguinho, de Lucas Costa. Elas levam a vida nos cabelos: (…) Antes de escapar, as escravas roubam grãos de arroz e de milho, pepitas de trigo, feijão e sementes de abóbora. Suas enormes cabeleiras viram celeiros. Quando chegam nos …

emcapa  críticas23/11/2017
por: Soraya Belusi
Leia mais

Afinal, e as maçãs?

– Por Diogo Horta e Mailine Bahia Fernandes[1] –  Crítica a partir do espetáculo “A vida íntima de Babi – Uma pecinha filosófica”. Fotos de Fábio Audi Os criadores do espetáculo “A Vida Íntima de Babi – Uma Pecinha Filosófica” se propõem a aproximar o universo da filosofia das crianças e dos jovens, em espetáculo teatral …

emcapa  críticas  Sem categoria16/11/2017
por: Soraya Belusi
Leia mais

Surfar no cinismo ou a pós-crença

– Por Victor Guimarães – Crítica a partir do espetáculo ‘‘Monólogo Público’’, de Michel Melamed Há um momento crucial no novo espetáculo de Michel Melamed. A certa altura, passada mais da metade do monólogo, o personagem vivido pelo ator-dramaturgo-diretor se dirige à plateia e começa a fazer uma longa e bem-humorada autocrítica do que vimos …

emcapa  críticas  Sem categoria07/11/2017
por: Soraya Belusi
Leia mais